Pastoral do Dízimo

19 DE FEVEREIRO DE 1995 – CRIADA A PARÓQUIA SANTA RITA DE CÁSSIA
Pároco: Pe. Agustinho A. Vidor

02 DE MAIO DE 1996 – CRIADA A PASTORAL DO DÍZIMO
A convite do Pe. Agustinho e sob a orientação da Equipe MEAC – Missionários para Evangelização e Animação de Comunidades - São Paulo-SP, tendo  como  Coordenadores  o  Sr. Artur (pai) e o Sr Artur (filho), formou-se a Pastoral do Dízimo.
Antes da criação da Paróquia Santa Rita de Cássia, não existia a Pastoral do Dízimo e as doações como dízimos eram recebidas pelo próprio Pároco – na época, Pe. Severino – e registrado em uma agenda para controle. Com a chegada do Pe. Agustinho e a indicação como Pároco, criou-se, então, a Pastoral do Dízimo.
Inicialmente houve um investimento de R$ 3.500,00 (três mil e quinhentos reais), com material e o custeio da Equipe MEAC. Foi feito todo um trabalho de formação com as pessoas escolhidas para fazer parte da Pastoral e divulgação na comunidade, com faixas, cartazes, etc. em uma programação que começou na Sexta-feira, encerrando-se com celebrações catequéticas sobre o dízimo em todas as missas do Domingo (toda liturgia foi de responsabilidade da Equipe MEAC). E em aproximadamente 3 meses houve a recuperação dos gastos investidos.

“A organização sistemática do Dízimo é verdadeiramente o meio positivo que soluciona o problema financeiro paroquial. Supre todas as necessidades e despesas normais. O que acontece de melhor, porém, é que as pessoas se sentem colaboradoras. E os não colaboradores se sentem seriamente questionados na hora de procurarem seus direitos sem cumprirem seus deveres. Percebe-se aos poucos quem é participante assíduo e quem está à margem da vida da comunidade”. (Frei Paulino Costella e Frei Iloni Fachesatto – Arenápolis-MT)

  O R G A NO G R A M A
DIRETOR ESPIRITUAL(Pároco)

COORDENADOR

VICE-COORDENADOR

COMUNIDADE(S)

LIGAÇÃO

            MEMBROS

 

O que é o dízimo?

“É uma pergunta que muitos fazem: “Quanto devo ‘pagar’? O que é o dízimo? Como devo contribuir?

É bom esclarecermos, de início, que dízimo não se paga. Com o dízimo se contribui. Quando pensamos dessa forma, até a linguagem muda de aspecto. É bom utilizar-mos a linguagem da Bíblia para falar sobre o dízimo.

A Bíblia fala em trazer o dízimo.O Dízimo é dízimo porque o Senhor assim o quis.

Dízimo vem de 10% daquilo que se ganha mensalmente.

Dízimo é simplesmente uma questão de fazer a experiência com Deus.

Dízimo é comunhão e partilha, mas, para chegar a isso, é necessário educar a fé “Todos tinham tudo em comum e repartiam seus bens entre os necessitados” (At 2,44-45).

 

O dízimo é bíblico?

Sem dúvida alguma, nada melhor do que entender que o dízimo é de origem bíblica. Só podemos compreender Um dízimo que tenha embasamento na Palavra de Deus. Assim entendido, desfazem-se todas as dúvidas sobre essa forma de contribuição.

A Bíblia está cheia de referências sobre o dízimo, ofertas, coletas, esmolas, etc.

Muitos se confundem quanto à diferença entre dízimooferta e esmola. O dizimista – e o cristão em geral – deve estar atento à diferença que existe entre essas expressões. Uma não supõe a outra. Ao contrário, uma exclui a outra.

  • Dízimo. É a décima parte* que ofereço a Deus e, em nosso caso, à Igreja. O dízimo é uma forma estipulada e educativa para levar o povo a se lembrar concretamente de Deus na época das colheitas e das crias dos rebanhos. Em nosso caso, como vivemos na cidade e somos assalariados, nosso dízimo é mensal. “Há quem dá generosamente, e sua riqueza aumenta ainda mais; e há quem acumula injustamente, e acaba na miséria. Quem é generoso progride na vida, e quem dá de beber jamais passará sede. O povo amaldiçoa quem sonega alimentos, e abençoa quem os põe no mercado.” (Provérbios 11,24-26)
  • Oferta. Ato de oferecer(-se); oferecimento. V. oferenda…*. A oferta também deve ser feita a partir de um trabalho de conscientização. Oferta não é qualquer coisa que ofereço a Deus, à Igreja. Devemos fazer a oferta de acordo com o impulso do coração. O livro do Êxodo (22,29a) diz: “Não tardarás a oferecer-me as primícias de tua colheita e de tua vindima”.·
  • Esmola. No dicionário encontramos assim registrado o significado da palavra esmola: “o que se dá aos necessitados, por caridade ou filantropia; óbolo, espórtula. Auxílio, amparo; benefício. Donativo em dinheiro, que se faz ao padre durante a celebração na missa.”*. Jesus, ao desmascarar a hipocrisia dos fariseus, assim se refere às esmolas: “Quando deres esmola, que a tua mão esquerda não saiba o que fez a direita” (Mt 6,3).Objetivo Específico

O Dízimo em uma paróquia busca desenvolver dentro da comunidade as três dimensões fundamentais como pastoral: DIMENSÃORELIGIOSA, DIMENSÃO SOCIAL E DIMENSÃO MISSIONÁRIA

 

“O Dízimo como Pastoral tem como objetivo máximo de toda Pastoral, a implantação de comunidades, ou seja, forma comunidades. Sob esse aspecto, quer se considere o problema do ponto de vista bíblico, teológico ou sociológico, o sistema do Dízimo se impõe como muito mais verdadeiro, seja como instrumento de construção da comunidade, seja como forma de expressão de sua participação real.” (Estudo da CNBB 8)

____________________

*Ferreira, Aurélio Buarque de Holanda. Novo dicionário escolar da língua portuguesa-editora didática paulista – empresa  trabalho educação e cultura

Meta de Trabalho

A Pastoral do Dízimo tem como meta de trabalho, a conscientização da comunidade sobre o verdadeiro sentido do Dízimo.

“Mostrar a comunidade que a Pastoral do Dízimo na Igreja Católica do Brasil está se impondo como caminho no crescimento espiritual e na sustentação econômica.”
“Dízimo é partilha dos sofrimentos
 e cria espírito de solidariedade com os irmãos”.

Como funciona a Pastoral na Paróquia Santa Rita de Cássia de Planaltina-DF

A Pastoral é formada por casais (não necessariamente) – escolha do Pároco – que trabalham em sistema de escalas no Plantão do Dízimo (balcão) nas principais celebrações (missas). Ficou estipulado que ficarão de plantão, no mínimo duas pessoas, podendo ficar mais, dependendo da necessidade.

Nos dois primeiros finais de semana, na missa das 07:30 horas (Domingo), são escalados dois casais para ficar no plantão, os dois previstos na escala, mais dois auxiliares. Nos demais plantões, como de costume.

O sistema de recebimento do dízimo adotado pela paróquia é o recolhimento através de carnê. Cada dizimista é possuidor de um carnê numerado e que conforme sua vontade devolverá o dízimo na data e no valor por ele estipulado, nos plantões acima citados.

As Dimensões do Dízimo

DIMENSÃO RELIGIOSA:

  • Folhetos para acompanhar a liturgia
  • Folhas de cânticos
  • Velas, vinho, hóstias, som, ….
  • Materiais necessários para catequese: livro, papel, …
  • Conta de luz, água, telefone, etc.(tudo isso carece de dinheiro)

DIMENSÃO SOCIAL:

  • O pobre, a viúva, o menor abandonado, o indigente, o peregrino, o estrangeiro…
  • O dízimo tem um lugar determinado por Deus: Deut 12,11-12
  • Enfim, os que por alguma razão não podem prover seu sustento, são responsabilidade da comunidade

DIMENSÃO MISSIONÁRIA:

  • Quando contribuo para que seja desenvolvido um trabalho pastoral eficiente
  • Quando contribuo para que seja criada uma catequese eficaz
  • Quando contribuo na formação de catequistas, animadores de comunidades
  • Quando contribuo na formação de missionários para evangelizar
  • Quando contribuo na preparação e envio de missionários

 

Orações dos Dizimistas

Escolhida pela nossa pastoral

Recebei Senhor, minha oferta!
Não é uma esmola porque não sois mendigo.
Não é uma contribuição porque não precisais.
Não é o resto que me sobra que vos ofereço.
Esta importância representa, Senhor,
MEU RECONHECIMENTO, MEU AMOR
Pois, se tenho, é porque me destes.

AMÉM

Senhor,
Trazemos o nosso dízimo de cada dia. Queremos com-partilhar aquilo que temos com aqueles que têm menos que nós.
Recebe o pouco que temos com a bênção que almejamos.
Sentimos o dízimo comunitário como experiência e partilha. Partilhamos o que recebemos… Recebemos e damos uma oferta de louvor.Aceite-a.

AMÉM

Requisitos Para Ser da Pastoral do Dízimo:

1. SER dizimista pra valer. SER fiel ao Dízimo
2. TER consciência de que o Dízimo é um trabalho pastoral
3. TER conhecimento do que é o Dízimo. Conhecer bem o assunto. Estar preparado para esclarecer dúvidas
4. TER disponibilidade para o Dízimo
5. TER capacidade de trabalhar em equipe e pregar a UNIÃO entre os membros desta equipe
6. TER o concorde do Pároco, da Coordenação e da Pastoral

“Dízimo é um ato de comunhão fraterna entre os membros da Comunidade, onde se testemunha a vivência dos primeiros cristãos, que tudo partilhavam. “Todos os fiéis viviam unidos e tinham tudo em comum” (At 2,4)